Sobre nós

Desde 2008 a Associação Cultural Balaio Nordeste (ACBN) vem trabalhando em prol da Cultura Popular

Objetivando fomentar, difundir e preservar a cultura Nordestina em especial os ritmos tradicionais do forró, como o arrasta pé, o baião, o coco, o xote, o rojão, etc. Em 2010 com a aprovação no FMC (Funjope) do projeto “Oficinas de acordeom” com o Mestre Basto do Acordeom, fundamos a Escola de Música Mestre Dominguinhos para capacitar músicos sem formação acadêmica, crianças, jovens e adultos, interessados em técnicas, teoria e prática musical, desenvolvendo conhecimentos específicos e domínio básico da execução de instrumentos musicais que possibilitem o aluno a expandir seus conhecimentos e a entrar no mercado de trabalho na área cultural. Os cursos e Oficinas são ofertados de forma gratuita e com profissionais qualificados. Em 2011 a ACBN ampliou e diversificou as oficinas, acrescentando ao rol de realizações as oficinas de percussão (pandeiro), confecção de zabumba, confecção de rabeca etc. Entre outras ações da Associação há realizações de projetos como encontro de Folistas de e Sanfoneiros nas quatro edições do “Encontro de Foles e Sanfonas” (2009, 2010, 2011 e 2018) que também contaram, além de palestras e espetáculos, com oficinas de acordeom e de execução do repertório tradicional do forró. Como desdobramento das oficinas executadas, foi criada a Orquestra Sanfônica Balaio Nordeste sob a regência do Maestro Lucílio Souza. Atualmente a orquestra conta com a participação de adultos, oriundos das oficinas, cursos ofertados pela ACBN.

Hanna Smith

Expert volunteer for years

+ 0
DONATIONS

MISÃO

Fomentar, educar e difundir a cultura através da promoção e organização de eventos culturais, de lazer e entretenimento, para a valorização, divulgação e preservação da Cultura Popular e incremento do turismo local baseada nos princípios do desenvolvimento sustentável.

VISÃO

Promover e estimular a produção artística brasileira, especificamente a nordestina, com a valorização de recursos humanos e conteúdos locais, além de promover cursos e atividades nas áreas de formação profissional, cultural, educacional e social para associados e público geral e a maior valorização dessa cultura nos anos posteriores.

VALORES

Cultura, Ética, Respeito, Colaboração e Cooperação.

Nossa História

A Associação Cultural Balaio Nordeste (ACBN) é uma organização sem fins lucrativos, pertencente ao terceiro setor, que tem como foco principal a preservação e o fomento da cultura nordestina. O seu surgimento está diretamente relacionado à busca dos artistas populares por um órgão que cuidasse dos seus interesses, entre eles: a ampliação do mercado de trabalho a partir da potencialização de sua formação profissional como também a reflexão de como viabilizar propostas de difusão e divulgação da música e da cultura nordestina no meio social. Essa necessidade levou a professora de música Jaqueline Alves e sua mãe, Joana Alves, professora e produtora cultural, juntamente com o grupo Chico Ribeiro e os Cabras de Mateus no ano de 2008, a criarem um espaço de preservação e propagação da cultura autenticamente nordestina. O primeiro espaço que a Associação ocupou foi o mesmo onde ela está hoje, um prédio alugado no anexo da Associação Comercial da Paraíba, todavia, o que se tinha era uma sala pequena apenas para colocar o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Após um ano, a Associação foi transferida para Tomaz Rendeiro, um espaço cedido pelo Governo do Estado, lá ficando por dois anos. Quando pediram o espaço, a Associação foi para um casarão na Vila do Porto, voltando, depois de um ano, a funcionar no anexo da Associação Comercial da Paraíba, local onde funciona até os dias atuais.  O nome Associação Cultural Balaio Nordeste foi escolhido devido ao pensamento de que tudo que é cultura está relacionado com alguns materiais nordestinos: balaio, caçuá, cangalha, caçamba, entre outros. A partir daí, foi criado o primeiro logotipo, um balaio cheio de folhetos, discos, CD, DVD, rapadura, cachaça, etc. A ideia era criar um balaio de cultura, relacionando o logotipo a um projeto chamado Balaio Nordeste, criado pelos fundadores. Esse projeto era realizado quinzenalmente e tinha por propósito fazer um evento que disseminasse o forró autenticamente nordestino. Para animar o evento havia a presença de um casal de bonequeiros e o casal que melhor dançasse era premiado com um balaio de cultura. Na ocasião, havia um artista permanente e um outro convidado, de modo que passaram pela Associação diversos artistas como: Dominguinhos, Antônio Brasil, Chico Ribeiro e os Cabras de Mateus, entre muitos outros expoentes da cultura popular. Dessa maneira, quando os fundadores foram registrar a Associação, após alguns anos, o fizeram com o nome de Associação Cultural Balaio Nordeste.